Com o objetivo de plantar 1 milhão de árvores em Sorocaba até 2018, o Governo Municipal deu início ao Projeto “Arboriza Sorocaba”. Nesta terça-feira (dia 19) foram plantadas mais de 600 exemplares arbóreos numa área pública do Parque Manchester, na Zona Oeste da cidade. A ação ambiental foi realizada com a participação de 980 pessoas, entre alunos e funcionários da E.E. “Prof. Rafael Orsi Filho” e da E.E. “Prof. Antonio Vieira Campos”, crianças da Pastoral do Menor e a terceira idade do grupo de caminhada da UBS Sorocaba 1.

Coordenado pela Secretaria do Meio Ambiente (Sema), o “Arboriza Sorocaba” atende a uma segunda etapa do Plano Municipal de Arborização Urbana e visa ao plantio de 1 milhão de árvores até 2018, de forma contínua, com qualidade e com a participação ativa da sociedade sorocabana. De 2009 até o momento, o Governo Municipal plantou 575.798 exemplares arbóreos em áreas públicas e doou 132.200 mudas para o plantio em quintais ou calçadas, totalizando mais de 700 mil árvores plantadas.

Antes de dar início à ação, o secretário do Meio Ambiente Clebson Ribeiro, reforçou a importância de a população ajudar na manutenção das mudas após o plantio. “Plantar é muito fácil. Quero pedir a vocês, que depois que formos embora daqui, que cuidem destas mudas e molhem de uma a duas vezes por semana e não deixem que outras pessoas danifiquem ou joguem entulhos nesta área. Só assim teremos sucesso neste plantio. Elas levarão de 5 a 6 anos para se tornarem árvores de verdade”, enfatizou.

A área pública ganhou árvores de mais de 80 espécies nativas, todas adaptadas para recuperação de área verde, como coração-de-negro sangra d’água, sibipiruna, pau-formiga, aroeira-salsa, aroeira-pimenteira, açoita-cavalo, agulheiro, angico, capixingui, cedro, canelinha, copaíba, embaúba, gabiroba, ipês, ingá, pitanga e tamboril. Todos os exemplares foram produzidos pela Prefeitura de Sorocaba, por meio do Projeto “Recomeçar – Plantando a Liberdade”, com a mão de obra de reeducandos do sistema prisional.

Janaína da Silva Macedo, 12 anos, participa do Projeto Jovem da Pastoral do Menor e plantou pela primeira vez uma árvore. “Ela nos dá oxigênio, ajuda os animais, nos dá sombra. Acho bem legal ter mais árvores na cidade. Na minha rua todas as casas têm uma na calçada”, destaca a adolescente, que reside no Wanel Ville 5.

A vice-diretora da E.E. “Prof. Rafael Orsi Filho”, Joselita Feliz de Macedo, também fez sua parte e ajudou no plantio. “Acho muito bom esse trabalho acontecer aqui com a participação dos nossos alunos. Assim eles se conscientizam da importância da arborização e na preservação do meio ambiente.” Segundo ela, é bastante comum as pessoas jogarem entulho no local: “Outro dia um senhor veio jogar um sofá aqui e eu fui falar com ele. Sempre que vejo vou reclamar e falar que não pode. Aos poucos nós vamos educando”.

Exposição de animais e doação de mudas

Além do plantio, as pessoas que participaram da ação ambiental também puderam pegar mudas para plantar em quintais ou calçadas. Foram disponibilizadas 100 unidades de ipê-amarelo, pitanga, hibisco, goiaba, aroeira-salsa e jenipapo.

Quem levou três exemplares para plantar numa área pública em frente à casa delefoi o aposentado Ercílio Galvão Ribeiro, da Associação dos Moradores do Piazza Di Roma. Pegou goiaba, pitanga e hibisco. O munícipe já é engajado na questão da arborização urbana em Sorocaba e participou de um plantio de 500 árvores no bairro em fevereiro deste ano. “Acho muito importante plantar mais árvores em nossa cidade, não só pela beleza que ela proporciona, mais pela sombra que oferece. E envolver a população neste trabalho é uma ótima ideia, pois as pessoas acabam valorizando mais e ajudam a cuidar delas”, afirmou Ercílio.

Juan Vitor, 16 anos, estudante do 3º ano da E.E. “Prof. Rafael Orsi Filho”, também levou uma muda de hibisco para casa. “Vou plantar no condomínio onde moro (Jardim Tulipas) ou na Pastoral do Menor. Acho importante plantar árvores na cidade.”

Na exposição de animais taxidermizados (empalhados), o público pôde conhecer exemplares de tucano, sagui, veado-catingueiro, lobo-guará, entre outros animais da região. “Aqui nós queremos mostrar a importância das áreas verdes como refúgio destes animais, oferecendo abrigo e alimento, e também mostrar a importância da fauna para as florestas abordando a função destes animais na dispersão de sementes”, explica a bióloga Viviane Rachid, da Área de Educação Ambiental da Secretaria do Meio Ambiente.

Pedro Henrique Lopes Moreira de Goes, 12 anos, frequenta o Desafio Jovem da Pastoral do Menor e fez a sua parte na arborização urbana: colocou a mão na terra e plantou três árvores no local. O adolescente ainda conferiu a exposição e ficou encantado, principalmente com um exemplar de lobo-guará. “Esses animais são os nossos plantadores de florestas. São experts nisso, jogando sementes em todo o lugar onde passam”, contou Pedro, após ouvir a explicação da equipe de Educação Ambiental da Sema.

Sobre o Arboriza Sorocaba

O Projeto “Arboriza Sorocaba” visa, além de dar continuidade aos processos de plantio de árvores em áreas verdes e áreas de preservação permanente (APP), em praças e canteiros centrais, estimular que munícipes e instituições realizem o plantio em calçadas. Para isso, as mudas serão escolhidas tecnicamente de forma a não provocar prejuízos futuros ao calçamento, fiação elétrica, rede de água, ao muro e outros equipamentos.

A iniciativa inovadora vai utilizar ferramentas de Tecnologia da Informação (TI) para a mobilização da população e a gestão dos plantios, como um portal (http://arboriza.sorocaba.sp.gov.br) e um aplicativo para smartphone, desenvolvidos pela Faculdade de Engenharia de Sorocaba (Facens).

O portal conta com ferramentas de gestão, como um contador de árvores plantadas e recebimento de informações sobre as árvores da cidade, como perigo de queda e necessidade de poda e corte. Já na Área de Educação Ambiental, serão disponibilizados vídeos e textos sobre os benefícios da arborização urbana, tutorial sobre como plantar e cuidar das mudas, estímulo à ação voluntária “Seja Voluntário” (para participar de plantios, cuidar de praças e ajudar a cuidar de parques), além da realização de concursos que estimulem o olhar dos sorocabanos sobre as árvores.

Pelo aplicativo de celular, o sorocabano tem acesso a informações contidas no portal, além de poder enviar arquivos (moderados), como de uma fotografia que fez da muda plantada ou de uma bela florada de árvore urbana.

SEM COMENTÁRIOS