Cerca de 20 alunos do 9º ano do curso de Engenharia Florestal da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) participaram na manhã desta terça-feira (26.04) na Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) de uma capacitação voltada para a elaboração de Planos de Manejo Florestal Sustentável (PMFS).

De acordo com o coordenador do projeto de capacitação da Sema, Marcos Antônio Camargo, a proposta do curso é de aproximar o setor acadêmico da secretaria a fim de que os estudantes entendam na prática os conceitos e normas necessárias para a realização do PMFS. “Queremos incentivar os alunos a se tornarem profissionais eficientes e engajados nos trabalhos sustentáveis, para isso eles precisam conhecer como funciona a dinâmica do trabalho”.

Dentre os temas discutidos durante a capacitação estão o manejo de florestas nativas, a gestão florestal no Estado, vistorias e monitoramento. Após a aula, os alunos visitaram o setor de gestão florestal da Sema onde analisaram um processo em andamento e tiraram dúvidas.

Para o estudante da UFMT, Lucas Brasileiro, 24 anos, este curso foi importante porque mostrou como é a realidade do mercado de trabalho. “É interessante essa ideia da parceria entre universidade e Sema para ensinar além da teoria porque teremos que conhecer as exigências do órgão, que é com quem iremos ter contato seja por meio do PMFS ou licenciamento ambiental”. A colega de sala de Lucas, Bruna Maria Barbosa, 22 anos, avaliou o curso positivamente. “Tirei várias dúvidas e ainda pude conhecer o setor a qual iremos nos reportar quando iniciarmos a carreira”.

O professor da turma, Samuel de Pádua Chaves, que ministra a aula de manejo de floresta nativa na UFMT, destacou a importância de romper a barreira entre a Sema e os profissionais da área. “A Sema é o principal órgão regulamentador do PMFS, não tem como o engenheiro florestal fugir. Então para facilitar o trabalho no futuro é imprescindível os alunos conhecerem os profissionais envolvidos nesse processo e a dinâmica seguida pela instituição”.

Sobre a capacitação

A capacitação para os alunos surgiu de um curso realizado nos anos de 2014 e 2015. Nesse período as aulas eram voltadas somente para os servidores. De acordo com Marcos, houve uma necessidade de ampliar esta capacitação para o público externo que utiliza dos serviços da secretaria. “Nossa proposta é desmistificar o assunto e capacitar os futuros profissionais”. Além de cursos voltados para estudos, Marcos informa que a secretaria planeja promover ainda neste ano outros cursos abertos para profissionais e pessoas interessadas no assunto.

SEM COMENTÁRIOS